Batismo pelos mortos nas igrejas choca internet

batismo-pelos-mortos-nas-igrejas-choca-internet
5/5 - (25 votes)

O batismo pelos mortos é uma prática religiosa que quase ninguém conhece. Saiba como funciona a controvérsa cerimônia da igreja. Só vem!

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias acredita que nunca é tarde demais para se batizar na igreja, e que mesmo pessoas mortas podem ser batizadas “por procuração”.

O batismo pelos mortos também é chamado de batismo vicário ou batismo a favor dos mortos. Os nomes variam, mas na prática, um integrante da igreja pode ser batizado em nome de uma pessoa falecida.

O que é batismo pelos mortos

A instituição explica que, como milhões de pessoas viveram suas vidas e partiram sem aprender os ensinamentos sagrados de Jesus Cristo e não tiveram a oportunidade de pertencer à Sua Igreja, ordens como o batismo e o casamento eterno devem ser cumpridas em nome delas na Terra.

batisterio-mormon
Batistério Mórmon

Além disso, o batismo dos mortos pelos mórmons se diz ser baseado nas escrituras sagradas, eles defendem que a prática vai de encontro com as tradições seguidas pelos cristãos primogênitos.Os seguidores da religião acreditam que o ato de batizar antepassados ​​falecidos que não tiveram a chance de conhecer o verdadeiro evangelho é uma manifestação de seu amor por essa pessoa.

Para ajudar os praticantes a encontrar e batizar seus antepassados, a Igreja construiu nada mais, nada menos que o maior banco de dados genealógico do mundo.

“Nosso privilégio agir como agentes e ser batizados para a remissão de pecados de nossos parentes falecidos que não escutar o evangelho em sua plenitude”. Joseph Smith

Como funciona a cerimônia de batismo pelos mortos

A cerimônia do batismo pelos mortos só podem ser feitas nos templos Mórmons.

No ato cerimonial, as mulheres atuam como representantes das mulheres e os homens dos homens. São aceitas testemunhas e um registro apropriado é feito, mesmo que o ato não transforme os batizados mórmons.

Confirmação e decretos superiores podem ser feitos por procuração.

Qual é o propósito do batismo pelos mortos

Os Mórmons defendem que esta doutrina acabará com a injustiça de pessoas que são condenadas simplesmente porque morreram sem ter a chance de conhecer o evangelho de Jesus Cristo.

De acordo com as crenças tradicionais, as pessoas são julgadas inteiramente pelo que fazem nesta vida. Contudo. a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias discorda e acredita que todos têm uma segunda chance.

De acordo com a fé mórmon, toda alma, após sua morte, passa um tempo em um lugar onde tem a oportunidade de conhecer e aceitar o evangelho.

Sendo assim, ao aceitar Jesus, eles devem formalizar o pacto através do batismo, purificando seus pecados. Mas como estamos falando de uma pessoa desencarnada, não teria como realizar o batismo e imergir o corpo totalmente na água. Consequentemente, o batismo substituto deve ser realizado usando o corpo de outra pessoa.

Batismo pelos mortos em Coríntios

Uma das principais passagens bíblicas que serve de base para a prática do Batismo pelos mortos é Coríntios: “Doutra maneira, que farão os que se batizam por causa dos mortos? Se, absolutamente, os mortos não ressuscitam, por que se batizam por causa deles?” (1 Coríntios 15:29)

Problemas de direitos para o batismo pelos mortos

Algumas pessoas chegaram a criar reclamações de que integrantes da Igreja estariam batizando figuras históricas e pessoas desencarnadas de outras religiões.

Só para exemplificar, há o caso de Israel ben Eliezer (ou Baal Shem Tov), um famoso rabino místico polonês e tido como fundador do hassidismo, que no século 18 foi batizado como mórmon.

No ano de 1995, a Igreja aceitou suspender o batismo por procuração de todas as vítimas do Holocausto e outros judias falecidos, a não ser que esses nomes forem reenviados por um familiar direto ou com o consentimento da família.

Após o tratado, foi removido muitos milhares de nomes de judeus de sua base.

Batismo pelos mortos visto como heresia

Outras entidades religiosas dizem que é errado batizar os mortos e torná-los mórmons quando eles não têm liberdade de escolha, e muitos consideram o batismo pelos mortos heresia.

Entretando, os mórmons argumentam que isso não é a verdade. Os mortos não são obrigados a aceitarem o batismo, e que a alma tem o livre arbítrio para aceitar ou rejeitar o evangelho verdadeiro. Se a resposta for aceitar o batismo, é sinal de que estão totalmente prontos para avançar em sua jornada espiritual.

Só para frisar, a matéria é inteiramente informativa e respeitamos todas as religiões. Em nenhum momento queremos levantar questões sobre se o batismo dos mórmons é válido ou não, se realmente pode batizar depois de morto, e nada do tipo. Cada pessoa é livre para acreditar no que quiser, desde que isso não fira outras pessoas.

Agora queremos saber de você, adorado leitor! Já conhecia a prática do batismo pelos mortos? Você já participou de algum encontro desses ou conhece de alguma história curiosa para complementar a matéria? Deixe-nos saber nos comentários! Agradecemos a sua visita, e continue navegando pelas curiosidades que só o Ultracurioso trás para você! Até a próxima matéria!

Fonte: BBC UK