Autoconfiança: 10 hábitos simples para fortalecer a sua agora!

autoconfianca

A autoconfiança é uma atitude diante das suas habilidades, qualidades e defeitos. É como se a pessoa tivesse um sentimento bem definido de confiança em si.

Cansado de se sentir inferior e incapaz? Veja como mudar isso hoje!

Ter uma autoconfiança favorável é uma qualidade valiosa que, dentre muitas outras coisas, pode te dar uma ajudinha na hora de agarrar oportunidades, abrir portas, ser mais feliz, se destacar em muitas coisas e muito mais.

exemplo-de-autoconfiança
Exemplo de autoconfiança

O que é autoconfiança?

A autoconfiança pode ser definida como a habilidade do indivíduo de aceitar, confiar em si mesmo e ter a convicção de estar no comando da própria vida, das expectativas e metas que impõe.

É o ser humano que tem uma visão positiva de si e conhece seus pontos positivos e negativos. É o mantra “eu quero, eu posso, eu consigo” levado a sério!

Quais os benefícios da autoconfiança?

pessoa-autoconfiante
Pessoa autoconfiante

Uma autoconfiança saudável traz muitos benefícios para nós, entre eles se destacam:

  • mais qualidade de vida;
  • mais felicidade;
  • mais autoestima;
  • maior produtividade;
  • maior concentração;
  • maior determinação;
  • melhor desempenho;
  • melhor comunicação;
  • melhores resultados;
  • exercita a memória.

Como resultado, o indivíduo tende a enxergar a vida de uma maneira mais otimista e positiva, o que influencia diretamente seus resultados em várias áreas da vida, como abrir portas e aproveitar oportunidades valiosas.

O que é a baixa autoconfiança?

baixa-autoconfianca
Baixa autoconfiança

A baixa autoconfiança, por sua vez, é definida como uma crença pessoal de inferioridade e incapacidade, fazendo com que o indivíduo faça pouco caso de si mesmo e de suas habilidades.

Essa auto imagem negativa pode trazer muitos malefícios, como tornar o indivíduo passivo e submisso, atrapalhando suas relações, sobretudo com dificuldade em confiar em outras pessoas e aceitar que é amada.

Como a baixa autoconfiança é formada?

A baixa autoconfiança pode ser resultado de experiências dolorosas do passado, como por exemplo, ter crescido em um ambiente crítico e sem apoio, separado de amigos e familiares, sofrido abusos físicos ou psicológicos, presenciado brigas e situações às quais se sentiu inútil e incapaz.

Se auto julgar e ter medo do fracasso são outros fatores que também contribuem para uma auto imagem negativa.

Ao contrário do que se imagina, uma autoconfiança favorável ou desfavorável raramente tem relação com as habilidades reais de uma pessoa, mas sim com seus pensamentos, que podem ser verdadeiros ou não, a respeito de si mesmo.

Como aumentar a autoconfiança?

mulheres-autoconfianca
Mulheres com autoconfiança

Muitas pessoas pensam que é difícil construir autoconfiança. Mas felizmente, há práticas que você pode aderir no seu dia a dia que aumentam esse sentimento de poder pessoal.

Como já dizia Renato Russo: “Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo”. É fundamental que antes de confiar em outras pessoas, confiemos em nós. Mas como podemos aumentar a autoconfiança?

O Ultracurioso separou X hábitos simples para aumentar a sua autoconfiança agora, confira!

1 – Livros ajudam a construir autoconfiança

livro-autoconfianca
Livros ajudam na autoconfiança

Por mais que metade da população brasileira não tenha o hábito da leitura, você sabia que ela, além de divertida, pode te ajudar a ser mais autoconfiante?

De livros de ficção aos mais tradicionais, eles podem ser e seu aliado rumo à sua confiança plena em si mesmo. Entenda como funciona!

Desvio mental

O método funciona como um escapismo, onde você desvia mentalmente das situações desagradáveis do cotidiano.

O hábito funciona como a meditação, onde você pode desfocar das suas preocupações e estresses e é transportado para outros mundos, aliviando o estresse.

Por mais que você não deva ignorar todos os sentimentos negativos que você possa ter, se distanciar deles um pouco pode abrir espaço mentalmente para novas ideias e possibilidades.

Quebra de ciclos

Uma das causas da baixa autoconfiança são  repetições de pensamentos negativos, ou loops mentais.

Quando você está lendo, em um outro estado mental, você quebra o ciclo negativo, e poderá revisitar esse novo lugar mental novamente.

Ensinamentos

Livros de não ficção são instrumentos poderosos que podem ensinar novos conhecimentos importantes. Através dele você pode aprender novas habilidades e aumentar a sua autoconfiança.

2 – Busque desconforto

zona-de-conforto

O conceito soou estranho pra você? Ao que tudo indica, a resistência de sair da sua zona de conforto é péssima para você.

A verdade é que, você não consegue crescer enquanto estiver dentro da sua bolha. Pode parecer bom, mas caso o inesperado aconteça, você não estará pronto e não vai saber lidar com essa nova situação, o que pode fazer sua autoestima desmoronar.

Por esse motivo que indivíduos autoconfiantes costumam estar sempre buscando sair de suas zonas de conforto e se desafiarem.

Benefícios de sair da zona de conforto

Por mais que aparente ser assustador, sair fora do comum pode te ajudar a seguir em frente constantemente. Entre os benefícios dessa maluquice estão:

  • Descobrir novos mundos, pessoas e oportunidades;
  • Aprender coisas novas;
  • Desenvolver novas habilidades;
  • Adquirir maior confiança em si mesmo;
  • Descobrir potencialidades e qualidades novas;
  • Eliminar medos do futuro;
  • Ampliar a perspectiva de mundo;
  • Perceber suas qualidades
  • Perceba o quanto você é capaz e o que é capaz de fazer
  • Tenha novas experiências que ampliem sua perspectiva do mundo
  • Fique confortável com situações menos do que o ideal.
  • Torne-se melhor e mais inteligente ao assumir riscos inteligentes.

3 – Meditação para autoconfiança

meditacao
Meditação pode ajudar na autoconfiança

A meditação é uma ferramenta muito poderosa que pode te auxiliar a se tornar uma pessoa mais confiante em si mesmo e se sentir bem consigo mesmo.

Como a prática parece estranha para quem vê e os seus adeptos em sua maioria são espiritualistas, muita das vezes a prática é ridicularizada.

Contudo, seus benefícios para a mente, corpo e confiança são comprovados cientificamente.

Ela tem o poder de reduzir a ansiedade, o estresse, e muito mais, apenas diminuindo a frequência cardíaca e a pressão arterial em silêncio. Essas são as causas principais da baixa autoestima.

A meditação propicia conexão interior, que trás segurança e concentração para enfrentar as circunstâncias.

Além disso, constrói autoconfiança devido a introspecção, que é a observação e reflexão íntima.

4 – Socializar pode ajudar na autoconfiança

socializar-autoconfianca
Amigos se divertindo na praia

Geralmente, a pessoa que sofre de baixa autoconfiança odeia socializar. Portanto, essa não é uma atitude positiva para desenvolver confiança em si mesmo. Ao contrário, essa crença pode prejudicar e muito esse processo.

Hoje em dia, com os avanços da tecnologia e da globalização, socializar está mais fácil do que nunca. Se aproximar das pessoas faz com que você treine suas habilidades de relacionamento e convivência.

Além de você criar um sistema de suporte, que aumenta a sua autoconfiança, você permanece em contato com o mundo, que mantém o seu espírito elevado.

Confira algumas formas fáceis de socializar:

  • Comunidades online de seu interessante;
  • Marcar presença nas redes sociais;
  • Grupos focados em carreira e negócios;
  • Manter contato com familiares e amigos;
  • Sair ou viajar com amigos e familiares;
  • Conhecer novas pessoas e culturas.

5 – Comemore as diferenças

comemore-as-diferencas

Se comparar com os outros pode acabar com a sua autoconfiança. Isso porque você acaba criando um padrão perfeito baseado nas características dos outros.

Quando você encontrar algo que foge desse protótipo em você, logo associa como defeito, reprime e esconde. Essa é uma das maneiras em que suas diferenças acabam fazendo com que você não goste de si mesmo.

Atrelado a isso também estão os padrões impostos pela sociedade.

Esse tipo de crença negativa destrói silenciosamente a sua autoestima.

Quando você se vê diferente dos padrões que criou em sua cabeça, esses pensamentos tóxicos fazem você querer ser igual aos outros.

Tente enxergar além de seus próprios julgamentos, diferenças fazem parte da vida e não são ruins. Ao contrário, é normal e está tudo bem. Por vezes, é até melhor.

Aquilo que você faz com maestria pode ser a fraqueza do outro, e assim sucessivamente.

A diversidade faz parte do funcionamento saudável do mundo, onde as habilidades se complementam e a unidade acaba sendo essencial para o crescimento de todos.

Por isso, trabalhar juntos é muito mais inteligente do que tentar fazer tudo sozinho e ficar se comparando aos demais.

Ao invés disso, comemorar as diferenças, tanto suas quanto das outras pessoas, pode ser muito benéfico para você.

Aceite que você é diferente de todos os outros.

Use seus pensamentos para focar nas suas diferenças que fazem você se destacar no mundo.

6 – Se prepare

se-preparar-ajuda-na-autoconfianca
Se preparar ajuda na autoconfiança

Pessoas autoconfiantes criam planos, que incluem pesquisar, estudar, exercitar as habilidades, e fazem de tudo para estarem preparadas para seus desafios.

Esse preparo deixa a pessoa mais confiante e segura para lidar com as dificuldades e obstáculos.

Por outro lado, algumas pessoas acreditam que a ideia de que não se preparar seja um indício de confiança. Ao invés disso, elas preferem provar o quanto são boas, mesmo no improviso.

Parece ser uma ótima ideia, mas é contraindicada no processo de aumentar a autoconfiança, que não tem haver com o seu grau de domínio de algo.

Contudo, se preparar de maneira exagerada não é bom, mas pior ainda é não se preparar, porque assim você não consegue driblar os problemas desconhecidos e se frustra. Nesse caso, o equilíbrio é indicado.

Portanto, evite improvisar algo a qual você não tem o mínimo de conhecimento, a menos que essa seja a sua função.

Aliás, foque em aprendizado e crescimento, assim você estará sempre se aperfeiçoando.

Esse conhecimento de dicas e truques faz com que você se sinta seguro e fortalecido.

7 – Se exercitar pode ajudar na autoconfiança

exercicio-fisico

A prática de exercícios físicos pode ser muito benéfica para aumentar a confiança em si.

Apesar de não fazer milagres, seus efeitos positivos são comprovados cientificamente.

Entre os benefícios que os exercícios físicos proporcionam, estão:

Hormônios da felicidade

Ao se exercitar, você libera hormônios da felicidade que estão ligados a sensações de prazer e bem-estar.

Como resultado, eles ajudam você a pensar mais positivamente, sentindo mais felicidade e melhor consigo mesmo.

Contudo, melhora o seu humor instantaneamente, e o melhor, sem a necessidade de recorrer a substâncias prejudiciais e tóxicas para a saúde.

Aparência mais saudável

Muitas das vezes a baixa autoconfiança está intimamente ligada à imagem corporal, que pode ser mudada com a ajuda de exercícios.

Com a prática, mesmo se você não alcançar o peso ou aparência “ideal”, irá notar muitas mudanças positivas, como postura, força, mais leveza e resistência, que irão ajudar no processo de confiança.

Superar limites

Exercícios físicos estimulam a superação de desafios e limites, onde a pessoa fica mais confortável à medida que avança.

E como já falamos anteriormente, esse hábito ajuda a pessoa a ser mais confiante, e isso engloba vários pilares da vida.

8 – Dormir bem ajuda na autoconfiança

dormir-autoconfianca
Nada como uma boa noite de sono

É mais que provado que dormir bem é essencial para o funcionamento saudável do corpo humano.

Entre seus benefícios, há uma melhora significativa no desempenho e na produtividade, assim como uma mente mais clara e positiva no dia seguinte.

Além disso, você se sente descansado e atento, onde possibilita cometer menos erros.

Apesar disso, mantenha uma rotina favorável para se beneficiar do REM, o ciclo de sono profundo.

Esse ciclo do sono é extremamente restaurador, o que contribuirá para que se sinta muito melhor no dia seguinte.

Como diz o ditado, nada como uma boa noite de sono para repor as energias.

Definitivamente, uma noite de sono reparadora pode ser tudo que você precisa para se animar e sentir mais confiança.

9 – Mantenha a postura da autoconfiança

postura-autoconfiante

Estudos descobriram que pessoas que mantêm uma boa postura são mais genuinamente confiantes.

Não é só impressão, a atitude de manter as costas eretas, ombros para trás ou para baixo, o peito estufado e a cabeça erguida está muito ligada à autoconfiança e ao bem-estar.

Ocorre que a forma como você posiciona o corpo altera a atividade química do cérebro, ou seja, a maneira como os neurotransmissores se movem.

Ao manter uma postura aberta e poderosa, em dois minutos você se sente mais seguro e poderoso, além de menos estressado.

Portanto, tenha uma boa postura e aproveite os benefícios mágicos que o seu corpo pode fazer que contribuem com a sua confiança.

10 – Contribuir com o mundo gera autoconfiança

doacao

A autoconfiança está muito ligada ao reconhecimento. Logo, atos de caridade e benevolência são ótimas maneiras para aumentá-la. Atrelado a isso, você pode encontrar o sentido da vida.

Em outras palavras, a prática da bondade, além de ser saudável, faz você se sentir importante.

Maneiras para ajudar o próximo: 

  • Voluntarie-se por uma causa que acredite;
  • Faça doações para instituições de caridade;
  • Faça um elogio genuíno e sincero a alguém;
  • Faça algum favor para alguém;
  • Agradeça e retribua com alguém que te ajudou;
  • Tenha um propósito de vida claro.

Atitudes como essas são extremamente benéficas para fortalecer a autoestima e a autoconfiança.

Além de beneficiar outras pessoas, que às vezes você nem conhece, você ajuda a si mesmo.

Dessa forma você se sente bem em oferecer algo aos outros e ainda pode contemplar os impactos positivos que resultam de suas ações no mundo.

Considerações finais sobre autoconfiança

confianca-em-si

A autoconfiança é extremamente poderosa para o sucesso em muitas áreas da vida. Sem ela, podemos nos sentir perdidos e derrotados, o que pode resultar em experiências desastrosas.

Por outro lado, manter hábitos poderosos irão permitir que você viva a sua melhor versão, e os resultados serão surpreendentes.

É importante lembrar que, dependendo da gravidade da baixa autoconfiança, procurar ajuda de um profissional capacitado da área da psicologia é extremamente necessário.

Livros que podem te ajudar a aumentar a autoconfiança

Listamos alguns livros interessantes que podem te ajudar a construir mais autoconfiança, aproveite:

  • O Segredo, de Rhonda Byrne;
  • O poder da coragem, de Jober Chaves;
  • Ansiedade: como enfrentar o mal do século, do psiquiatra Augusto Cury;
  • Por que fazemos o que fazemos, de Mário Sérgio Cortella, entre outros.

Preparamos esse post com todo carinho para você. Espero que tenha gostado! Foi útil pra você? Te inspirou de alguma maneira? Comente abaixo nos comentários! Até a próxima!

Fontes: Power Of Positivity, USF.